O Curso Online Mais Completo do Brasil

Feito especialmente para a necessidade do falante de português. Você aprende de uma forma simples e divertida. Escolha a melhor opção pra você.

ASSISTA O VÍDEO PARA ENTENDER O DESCONTO

Comunidade Guhan

R$42,00/MÊS
ou
R$365,00/ANOCom Bônus

  • - Aulas do projeto Mandarim Live(200h de conteúdo)
  • - Grupo exclusivo para alunos
  • - 2 Encontros ao vivo/mês
  • - Fórum



    BÔNUS: Por tempo LIMITADO

  • Mini Curso intensivo do novo HSK 1 (500 Palavras)
  • Mini Curso intensivo do novo HSK 2 (772 Palavras)



Comunidade Mensal!Comunidade Anual!

Guhan Online Completo

R$168,00/mês
ou
R$1678,00/ano

  • - Curso completo do 0 ao HSK 4+
  • - 5 livros, material em PDF e Vídeo aulas
  • - Frases com áudios gravados por nativos
  • - Cronograma de estudo
  • - Mentorias mensais
  • - Mini Curso Intensivo Novo HSK 1 (500 palavras)
  • - Mini Curso Intensivo Novo HSK 2 (772 palavras)
  • - Acesso à Comunidade Guhan .

  • CUPOM DE DESCONTO: MCMIHSK2




Completo Mensal!Completo Anual!

Comunidade Guhan

Guhan Online Completo

  • Foco no que é importante

  • Estude No Seu Tempo


  • Cancele Quando Quiser


O que falam os alunos do Guhan?

Diego e Alex

"...vocês tem sorte de falar português..."

Rafaela e Leandro

"...quando eu coloquei no meu Linkedin que eu falava mandarim básico, comecei a receber várias propostas de emprego..."

Evolução de João

João relata sua experiência com o mandarim na escola Guhan

Tamires e Tércio

"...sem as aulas do Guhan eu não conseguiria me virar na China..."

Método Guhan

Como funciona

    Uma das coisas que mais atrapalham o estudante de mandarim no incício é a quantidade de informações novas pelo fato do mandarim ser um idioma muito diferente do Português. A primeira coisa é que o mandarim se escreve por ideogramas, e não por letras, logo não possui um alfabeto. A língua chinesa tem uma gramática bem diferente, o que torna a língua bem mais fácil. Não existe conjugação verbal, flexão de gênero ou número, o que por mais que seja fácil, o estudante leva um tempo para se acostumar. E além disso, mandarim é uma língua tonal.

    Acontece que a maioria dos cursos de mandarim seguem o mesmo padrão de cursos de outras línguas estrangeiras, se apoiando no mesmo método de ensino. E aprender pronúncia, escrita e gramática tudo ao mesmo tempo faz o mandarim parecer muito difícil.

    Observando isso, e com a sua experiência de 10 anos estudando mandarim, Rhuan decidiu em 2018 criar seu próprio método com base em 5 pilares: Ideograma, pronúncia, vocabulário, gramática e prática. A ideia é que você estude mandarim focando no seu pilar mais fraco de acordo com a sua necessidade. Ao mesmo tempo, você primeiro se assegura de conseguir se comunicar primeiro ouvindo e falando e depois, lendo e escrevendo. Afinal, essa é a ordem natural que aprendemos a nossa língua nativa. Ninguém aprende a ler e escrever antes de aprender a falar. e quando aprendemos a escrever, aprendemos com palavras as quais já temos alguma familiaridade. É muito mais fácil aprender a escrever algo que você já sabe quando usar e não tem dúvidas do seu significado.

    Portanto, não se preocupe em saber escrever de imediato tudo o que você aprende a falar. Foque em entender a lógica dos ideogramas, depois aprenda a pronunciar os sons, descubra novas palavras, aplique em frases compreendendo a gramática, e por fim, coloque tudo isso em prática de acordo com a sua necessidade. Afinal, é mais prioritário saber perguntar (falando) onde fica o banheiro, ou perguntar por escrito o sobrenome de alguém?


Rhuan Cavalcante


Rhuan começou a estudar mandarim ainda no Brasil, se preparando para a maior aventura da sua vida: experimentar a vida em Taiwan. A aventura resultou em 2 anos no país, descobrindo a cultura e desenvolvendo o mandarim.

Ao voltar pro Brasil, Rhuan se encontrou em um ambiente onde poucos falavam mandarim e português, e começou a ensinar português para os chineses, descobrindo assim, o contraste entre as duas línguas e o motivo de tanta gente achar mandarim difícil.

Alguns meses depois Rhuan começou a ensinar mandarim para brasileiros, assim como atuar como guia turístico e intérprete, acompanhando brasileiros à China.

Seis anos depois, formado em administração pela UFBA e com dezenas de alunos, Rhuan abriu sua própria escola de Mandarim, criando uma metodologia inovadora que facilita o aprendizado de quem aprende mandarim através da língua portuguesa.

Hoje, com centenas de alunos, Rhuan tem como missão fazer com que as pessoas aprendam Mandarim de uma maneira simples e prática, alcançando a fluência mais rápido do que ele alcançou.

PERGUNTAS FREQUENTES

Aqui você encontra as respostas para as perguntas mais comuns

Isso sempre vai depender mais do aluno do que do professor ou do método. Perguntas como "quanto tempo para emagrecer?", "quanto tempo para ficar forte?" ou "quanto tempo para aprender a tocar violão?" são perguntas bem abstratas, então vamos trazer para algo mais concreto. O aluno pode se dedicar uma vez por semana, ou todo dia. Pode fazer a lição de casa ou achar que absorve tudo sem exercitar. Ele pode focar mais na fala do que na escrita. Tudo isso são variáveis. O mais importante para ter um tempo certo é você manter a consistência. Não importa de 5 horas por dia, ou 20 minutos de dedicação. Se você mantiver a constância no estudo, o tempo mínimo para dominar a fala do básico é 100 dias, mas a maioria dos alunos alcança a fala básica entre 6 e 18 meses.

Sim. O curso foi pensado pra quem não sabe nem "oi" em chinês. Se você já estuda há algum tempo, não se preocupe, tem muita aula interessante no projeto Mandarim Live, que está incluso.

Chinês é como nos referimos a qualquer língua na China, assim como espanhol é a língua da Espanha. Mas na Espanha tempos catalão, galego e basco, que também são línguas espanholas, mas sempre que falamos espanhol, estamos nos referindo ao castelhano, idioma do Reino de Castela, o espanhol "mais popular".
Já quando falamos chinês, estamos nos referindo ao mandarim, idioma oficial da China, Taiwan e Cingapura, também muito falado no sudeste asiático. Mandarim é só uma das línguas da China, já que lá, assim como na Espanha, existem outros idiomas no país. Todos os idiomas da China podem ser chamados de "chinês", e por isso o uso do termo mandarim é mais adequado para não confundirmos com cantonês, ou até Shangainês, que também são falados na China.

O material é desenvolvido em chinês simplificado, o utilizado na China continental. Mas eu aprendi mandarim em Taiwan, então também posso te dar suporte para o chinês tradicional. A diferença entre tradicional e simplificado é apenas na escrita, onde cerca de 30% dos ideogramas sofreram simplificação. Na fala pouca coisa muda. Seria algo como inglês britânico e inglês americano.

O curso é gravado, o que te permite assistir e reassistir as aulas quando quiser. Além disso existem os encontros de conversação para praticar a sua fala com o professor e os colegas, e as aulas que acontecem semanalmente ao vivo no youtube pelo projeto Mandarim Live.

Sim. Mas é preciso lembrar que é uma assinatura anual, então caso você cancele sua assinatura depois do período de 15 dias de garantia, o seu cancelamento não resultará na devolução do seu dinheiro, e sim na não cobrança da próxima anuidade.

Por ser uma língua tonal o mandarim é uma das poucas línguas que trabalha os dois lados do cérebro. Isso te permite a pensar de uma forma diferente e desenvolve muito a sua habilidade de comunicação. Além disso, a maioria das pessoas ficam de queixo caído ao descobrirem que alguém fala mandarim, posso afirmar por experiência própria. Isso tem um efeito muito poderoso numa seleção de emprego, por exemplo, sem falar no universo de possibilidades profissionais que se abrem ao falar mandarim. Isso implica em poder escolher as melhores vagas e receber maiores salários.